Roda de Leitura "Fahrenheit 451", de Ray Bradbury




A primeira Roda de Leitura do ano!!
Estamos de casa nova: a partir de agora as reuniões mensais são sediadas no Espaço Novo Mundo, um espaço que congrega livraria, papelaria, café e escola de inglês. 


Mas vamos a discussão do livro:

  • Uma curiosidade inicial: caro leitor, você sabe quantos graus Celsius equivalem a 451 graus Fahrenheit? A resposta é 232,78 graus Celsius. Então, essa é a temperatura na qual o papel do livro pega fogo e queima...
  • Ah sim, antes disso... você sabe o que é uma distopia? Distopias são obras de ficção que projetam num futuro não tão distante sociedades com governos altamente autoritários que, usando ferramentas como tecnologia, comunicação de massa, força policial, etc., tornam as populações alienadas de seus direitos individuais. Normalmente há uma personagem que destoa desta massificação e que denuncia o autoritarismo governamental e a alienação (muitas vezes voluntária) do povo. Um exemplo citado de autor distópico, já no século XIX é H.G. Wells, que produziu obras como Guerra dos Mundos e A ilha do Doutor Moreau. Felizmente, para nós leitores, a Editora Alfaguara, do Rio de Janeiro ( http://www.objetiva.com.br/autor_ficha.php?id=143), tem feito um trabalho excelente em republicar as obras dele, que estavam esgotadas.
  • Mas voltando a Ray Bradbury e seu  Fahrenheit 451, conversamos a respeito da forma lendária com que  ele criou a obra (no porão da biblioteca na Universidade da Califórnia, usando máquinas de escrever alugadas).
  • Usando de nosso velho método de análise jornalística (o que, quem, quando, onde e como) analisamos a obra. É maravilhoso ver como cada participante percebe coisas que não foram pensadas pelos outros, cada um tem a sua forma de ver detalhes da obra.
  • No final, lemos falas de três personagens da obra (capitão Beatty, Faber e Granger) pois, em cada um das falas, percebe-se as teses defendidas pelo próprio autor e que são chave para o entendimento da obra.
Em resumo, foi uma experiência bem agradável socializar a percepção que tivemos das nossas leituras. Uma tarde de sábado excelente.

Comentários